Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Pesquisadores querem criar rede de monitoramento de desastres na Amazônia
Início do conteúdo da página

Pesquisadores querem criar rede de monitoramento de desastres na Amazônia

  • Publicado: Quinta, 11 de Abril de 2019, 18h41

desastre ambiental

Pontes que caem, projetos minerais, desmatamento, grandes obras, enchentes. Os desastres e os problemas ambientais que ocorrem na Amazônia chamam atenção do mundo por sua especificidade. Um grupo de pesquisadores de várias instituições quer criar um Centro Integrado de Monitoramento de Riscos e Desastres na região.

A proposta será debatida durante a programação do Workshop "Estratégias para Redução de Riscos e Desastres na Amazônia", que está em andamento no Auditório Arlindo Pinto, no Instituto de Ciências Biológicas da UFPA.

Grandes debates e pesquisas - Nesta quinta-feira, 11 de abril, já foram apresentados sistemas, projetos e pesquisas sobre monitoramento digital, variações climáticas, barragens e sobre o grupo de programas de pós-graduação que trabalha pesquisando fatores de indução e também de redução de riscos e desastres na Amazônia.

Para esta sexta, 12 de abril, o grupo se volta para as discussões e as propostas sobre a responsabilidade do Estado, impactos socioambientais de desastres ligados ao desmatamento e sobre a realização e a manutenção de protocolos de segurança em barragens, além de compartilhamento de métodos de avaliação de impactos de danos ambientais após acidentes e desastres.

Amazônia é única e projetos também precisam ser - João Batista Ribeiro, pesquisador da UFPA e um dos coordenadores da programação, lembra que a Amazônia é grandiosa e específica, que tudo o que é construído ou vivido aqui também o será.

“Qualquer empreendimento exploratório na Amazônia deve levar em consideração as especificidades locais, tendo em vista a possibilidade de ocorrer eventos extremos naturais e tecnológicos que envolvem enchentes, cheias, deslizamentos, movimentação de massa e inclusive danos ambientais de contaminação. Se antecipar ou criar uma estratégia de prevenção é uma necessidade para o desenvolvimento socioeconômico de forma sustentável”, explica o pesquisador do Instituto de Geociências da UFPA.

Serviço:
Workshop sobre Estratégias para a Redução de Riscos e Desastres na Amazônia
Dias 11 e 12/04
No Auditório Arlindo Pinto, na sede do Instituto de Ciências Biológicas da UFPA
Confira a programação completa aqui.

Texto: Glauce Monteiro - Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Reprodução / Google

registrado em:
Fim do conteúdo da página