Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > UFPA traz a Belém o espetáculo “Carta de Caminha”
Início do conteúdo da página

UFPA traz a Belém o espetáculo “Carta de Caminha”

  • Publicado: Quarta, 15 de Maio de 2019, 18h38

banner portal Carta de caminha corrigido

Neste dia, a horas de véspera, houvemos vista de terra!”. Com esta frase, Pero Vaz de Caminha, escrivão português da frota de Pedro Álvares Cabral, narrou a primeira impressão sobre o território que viria a ser chamado, futuramente, de Brasil. Reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), a Carta de Pero Vaz de Caminha foi o primeiro documento escrito produzido em solo brasileiro.

Dada a importância histórica e cultural, o documento inspirou a criação do concerto musical “Carta de Caminha”, que será apresentado pela primeira vez no Brasil, no próximo dia 19 de maio (domingo), às 19h, tendo como palco o Theatro da Paz, em Belém do Pará.

O espetáculo, que será aberto ao público, é uma realização da Reitoria da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Cátedra do Instituto Camões “João Lúcio de Azevedo” (I.P | UFPA). O concerto conta com o alto patrocínio da Presidência da República de Portugal e tem o apoio do  Vice-Consulado de Portugal em Belém, do Arquivo Nacional da Torre do Tombo (Lisboa, Portugal), do Governo do Estado do Pará – por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), e do Theatro da Paz –, da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), do Hotel Princesa Louçã e das empresas portuguesas Mister Man e BÁ Studio

História e Arte em cena - Com duração de 1h45, o concerto musical se divide em 12 cenas e é de autoria do músico português Rui Castilho de Luna, barítono mozartiano, herdeiro da escola de canto lírico italiana, o qual já se apresentou em importantes salas de concerto da Europa, do Oriente, dos Estados Unidos e do Brasil.

Foto Portal UFPA Creditos Pino GomesA obra musical será executada no piano, por Rui de Luna, acompanhado na percussão pelo músico português João Ferreira, que trabalha com o maestro Ennio Morricone. Em paralelo à apresentação musical, haverá a leitura interpretativa da Carta de Pero Vaz de Caminha, a ser feita pelo ator brasileiro Leopoldo Pacheco. Com vasta experiência de atuação e direção de teatro, Leopoldo também é reconhecido por marcantes personagens em telenovelas de época. Seu último papel foi em “O Sétimo Guardião”, atual telenovela da Rede Globo na faixa das 21 horas.

A cenografia é composta por luz cênica e projeção de imagens históricas relativas à chegada dos portugueses no Brasil, no ano de 1500, disponibilizadas pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo e selecionadas por Rui Catalão. O espetáculo tem a direção científica da professora Maria Adelina Amorim, da Universidade Nova de Lisboa, que também estará em Belém para a apresentação inédita do concerto.

Desde o sucesso alcançado na apresentação de estreia em 2013, o concerto musical “Carta de Caminha” já foi apresentado em importantes eventos em Portugal, como as Celebrações Antonianas na Igreja dos Capuchos, em Lisboa; o Festival da Música da Casa de Bragança, no Panteão dos Duques de Bragança; e no evento de encerramento da exposição “400 Anos da Fundação de Belém do Pará”, no auditório da Biblioteca Nacional de Lisboa.

Uma carta que inspira -  A Carta de Pero Vaz de Caminha original integra o acervo do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa (Portugal), e é um dos seus mais valiosos itens. O mesmo só pode ser visitado mediante autorização e em horário restrito, sendo exposto ao público somente em ocasiões especiais.

O documento que inspirou o espetáculo, depois de ter sido enviado ao Rei de Portugal por Caminha, ficou arquivado por mais de dois séculos no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, tendo seu valor histórico e literário reconhecido somente em 1773 pelo estadista José Seabra da Silva e noticiado pelo historiador espanhol Juan Baptista Muñoz. Em 1817, o documento foi publicado pelo padre e geógrafo Manuel Aires do Casal, na Corografia Brazilica, primeiro livro editado no Brasil. Com essa publicação, a Carta despertou interesse e gerou grande repercussão, sendo tema de palestras, estudos, além de ter sido traduzida para diversos idiomas. Em 2005, a Carta foi reconhecida pelo Programa Memória do Mundo da Unesco, como patrimônio histórico em âmbito nacional e internacional.

A carta permite conhecer as primeiras representações feitas pelos portugueses a respeito da fauna e da flora que avistaram em terras brasileiras, assim como dos povos que aqui viviam. Assim, além de um marco nas relações de cooperação cultural e acadêmica entre Brasil e Portugal, a vinda do espetáculo “Carta de Caminha” para Belém proporcionará um importante exercício de reflexão sobre um acontecimento histórico que transformou para sempre a história dos dois países.

Serviço:
Concerto musical “Carta de Caminha”
Data: 19 de maio de 2019 (domingo)
Horário: 19h
Local: Theatro da Paz (Praça da República, Rua da Paz s/n, Bairro da Campina | Belém - Pará - Brasil)
A entrada é franca. Mais informações sobre a distribuição de ingressos serão divulgadas em breve, no Portal da UFPA.

Texto e arte: Divulgação
Foto: Pino Gomes

registrado em:
Fim do conteúdo da página