Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Barcarena recebe 26 professoras formadas em Artes Visuais pelo Parfor UFPA
Início do conteúdo da página

Barcarena recebe 26 professoras formadas em Artes Visuais pelo Parfor UFPA

  • Publicado: Segunda, 20 de Maio de 2019, 18h19

formaturaparfor2 alexandrenascimentoO município de Barcarena recebeu, no último dia 11 de maio, 26 professoras licenciadas em Artes Visuais pelo Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Por meio do programa, a UFPA, em Barcarena, já formou 10 licenciados em Matemática, 44 em Letras-Língua Portuguesa, 19 em Língua Espanhola e 124 em Pedagogia - esta em conjunto com a Universidade do Estado do Pará (UEPA) e Núcleo Universitário de Barcarena (Nubarc).

A cerimônia de formatura da turma contou com a participação de professores e coordenadores do Parfor, além de familiares dos formandos. O apoio mútuo entre as alunas em momentos de dificuldade e a taxa de evasão baixa inspiraram o apelido pelo qual a turma ficou conhecida: as "Parfortes".

02 Elizabeth Mendonca Foto Alexandre Yuri"Ver tantas mulheres chegando (à sala de aula) a cada dia com uma situação,  boa ou ruim, mas a gente chegava lá. É essa convivência de mulheres, dando força uma pra outra. São mulheres guerreiras, são as 'Parfortes'", explica a professora Elizabeth Mendonça, a responsável pelo apelido.

Elizabeth Mendonça atua na Vila do Conde, localidade de Barcarena localizada às margens da baía do Marajó, e direcionou seu Trabalho de Conclusão de Curso para a igreja de São João Batista, na comunidade em que vive, atendendo a uma das principais diretrizes da atuação do Parfor nos municípios do interior do Pará.

"A importância do meu trabalho é de mostrar para as pessoas o que é a cultura, mostrar o que é o patrimônio, qual é a importância. Finalizei meu TCC, mas não finalizei a pesquisa. Pretendo continuar com esse trabalho sobre patrimônio, principalmente porque não conhecia nada sobre essa cultura, que é tão rica e estava se acabando sem ter nada escrito sobre isso", pontua Elizabeth Mendonça, reafirmando a importância de documentar a cultura local.

formaturaparfor alexandrenascimentoParfor em Barcarena - O trabalho de Elizabeth Mendonça foi sugerido pela professora Ida Hamoy, coordenadora do curso de Artes Visuais do Parfor/UFPA e escolhida como "nome" da turma durante a cerimônia de formatura. "Fiquei emocionada com a escolha, dar nome a algo significa pertencimento", disse a coordenadora.

"Hoje, o Parfor da UFPA entrega 26 licenciadas em Artes Visuais. Elas abdicaram, em quatro anos, quase cinco, de todas as férias para receber a licença necessária para ministrar aulas de Artes. É motivo de grande orgulho para a comunidade acadêmica e para os familiares, mas também é motivo de muito orgulho para esta cidade de Barcarena, que, diferente de tantas outras, hoje tem professoras licenciadas em Arte", afirmou Ida Hamoy.

A coordenadora do Parfor em Barcarena, Maria Izabel Pereira, parabenizou as alunas da turma. "A felicidade é grande de podermos entregar mais 26 profissionais graduadas e qualificadas, desta vez em Artes Visuais, prontas para desenvolver suas atividades dentro das escolas, não apenas para ensinar conceitos e procedimentos, mas também valores, como respeito, compromisso, solidariedade e amor", disse.

formandasparfor alexandrenascimentoFormatura - A importância da formação docente foi um dos temas abordados durante o discurso da oradora da turma, a aluna Elizângela Barreira do Carmo, na cerimônia de formatura. "A Educação de qualidade passa pela formação, principalmente nesse momento de cortes de financiamento da Educação, da pesquisa. Isso não atinge só o professor pesquisador, mas toda a população. É por meio da pesquisa que a gente leva resultados para dentro da sala de aula", disse a oradora.

Elizângela Barreira também parabenizou a turma e o impacto que as novas licenciadas podem provocar na Educação do município. "O Parfor dá essa possibilidade para quem não tem essa formação específica.  e isso é uma conquista, um ganho que não tem tamanho. Imagina eu e as minhas amigas concluintes podendo fazer um trabalho muito melhor em todos os seguimentos da Educação, não só na Educação Infantil, então isso, como uma política para dentro do município, é de fundamental importância", contou.

O Trabalho de Conclusão de Curso de Elizângela Barreira também foi voltado à cultura local, pesquisando o boi-bumbá Estrela Dalva, fundado pelo mestre João Deus há 64 anos no município. "Resolvi pegar as aulas sobre patrimônio histórico cultural imaterial e levar para dentro da minha sala de aula, com crianças de 5 anos. Confeccionamos um pequeno boi e dançamos as toadas do mestre em uma apresentação para a comunidade da escola. Os pais foram ver as crianças dançarem e ouvir a toada do mestre João de Deus", explicou Elizângela Barreira.

04 Deronice Goncalves Foto Alexandre YuriFamiliares das alunas participaram da cerimônia e comemoraram a conclusão do curso. Para a aluna Deronice Campelo, a alegria foi comemorar a formatura ao lado dos filhos. "Sempre quis cursar uma faculdade, mas a condição financeira não permitia. Eu dei a oportunidade para meus filhos, que foram estudar, e eu parei. Em 2014, fui chamada para trabalhar em uma escola municipal e tive a oportunidade de participar do Parfor. Hoje, estou vendo um sonho ser realizado na minha vida". contou.

Durante o Trabalho de Conclusão de Curso, Deronice Campelo também se voltou à família. "O meu primeiro neto foi diagnosticado com autismo e eu foquei em fazer meu TCC em cima desse tema, buscar atividades em sala de aula que pudessem atrair alunos com autismo e ajudar no desenvolvimento daquela criança", explicou a concluinte.

05 Maria do carmo Foto Alexandre YuriA formatura também foi comemorada pela família da aluna Maria do Carmo Freitas, natural da comunidade quilombola Gibrié de São Lourenço, na zona rural de Barcarena, onde ela atua como professora da Educação Básica. A localidade foi destaque do Trabalho de Conclusão de Curso de Maria do Carmo, que contou histórias da comunidade em vídeos de animação e chegou a ser notícia na imprensa nacional.

Clique aqui para saber mais sobre o trabalho de Maria do Carmo.

"É um momento ímpar, muito importante. Eu já trabalho com Educação há 29 anos e com Artes desde 2012, mas agora, a partir da minha formação, me sinto mais preparada para fazer um trabalho bem melhor do que eu fazia, mais criativo, tentando conquistar um pouco mais a minha plateia, que são os meus alunos. Acredito que tenha sido para todas nós uma conquista muito grande, e o município só tem a ganhar ainda mais com o nosso trabalho", comemorou Maria do Carmo.

Texto e fotos: Alexandre Nascimento - Ascom Parfor

registrado em:
Fim do conteúdo da página