Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Hospital Universitário Barros Barreto faz ação para detectar diabetes do tipo 2
Início do conteúdo da página

Hospital Universitário Barros Barreto faz ação para detectar diabetes do tipo 2

  • Publicado: Segunda, 10 de Junho de 2019, 18h50

Triagem de pacientes de diabetes 3

Cerca de 400 pessoas participaram da ação de triagem para detecção de pacientes de diabetes tipo 2 no sábado, 9, realizada no shopping Castanheira, em Ananindeua, pelo Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), vinculado ao Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA)/ Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). A ação foi um alerta à população paraense, por conta do aumento da doença. Segundo o Ministério da Saúde, o número de brasileiros com diabetes aumentou 60% em 10 anos, totalizando mais de 13 milhões de pessoas com a doença.

A programação contou com oito profissionais da saúde oferecendo aos transeuntes do shopping exames de glicemia e verificação da pressão arterial. “O diabetes não dá sintomas no início e, por esse motivo, atrasa muito o diagnóstico. Por isso estamos fazendo essa orientação aqui mesmo, para quem não tem os sintomas. Os sintomas mais típicos da doença são sentir muita sede, muita fome e urinar muito. Para quem tem histórico familiar, é muito bom fazer sempre os exames de rotina”, disse a médica endocrinologista Natércia Neves.

O HUJBB é referência no atendimento em endocrinologia e diabetes, com programa específico que funciona há mais de 20 anos com uma equipe multidisciplinar, formada por médicos endocrinologistas, biomédicos, enfermeiros e psicólogos do hospital, além de contribuir para a formação de residentes e alunos da graduação. A coordenação é do endocrinologista João Felício, que também é professor da Faculdade de Medicina da UFPA.

Ao tomar conhecimento do serviço de saúde oferecido gratuitamente no shopping, a dona de casa Elinete Quaresma, de 49 anos, disse não pensar duas vezes para fazer o exame e verificar a pressão. “Sempre que vejo fazerem de graça exames de saúde vou em qualquer local, em busca deles, porque faço tratamento de vesícula e vou fazer redução de estômago, então preciso estar com tudo equilibrado. O resultado dos exames foi bom, porque a glicemia está normal, só a pressão que tá um pouco alta. Vou tomar o remédio para controlar”, comentou aliviada.

Outra que participou da ação foi a servidora pública Maria Edineia Silva, de 39 anos. Ela é filha de pais diabéticos e, por causa do risco de ser mais uma a adquirir a doença na família, revela fazer acompanhamento rigoroso. “Tenho o aparelho em casa e faço exercícios físicos, porque não quero fazer parte dessa estatística. Se eu posso fazer a prevenção, por que não?”, enfatizou.

O diabetes é caracterizado pelo excesso de glicose no sangue, causado pela deficiência do hormônio insulina, e se divide em dois tipos. O tipo 1, que acomete de 5 a 10% das pessoas com diabetes, e o tipo 2, que aparece em mais de 90% dos casos, quando são necessários medicamentos ou suplementação de insulina para controle da doença. Em ambos os casos, atividades físicas e alimentação ajudam a controlar o avanço da doença, que, dependendo do quadro, pode ser fatal.

Sobre a Ebserh - Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no País, incluindo as não filiadas à Ebserh. O Complexo Hospitalar da UFPA integra a Rede Ebserh desde outubro de 2015. 

Texto e foto: Edna Nunes – Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.

registrado em:
Fim do conteúdo da página