Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > UFPA sedia seminário internacional sobre os 60 anos da Revolução Cubana
Início do conteúdo da página

UFPA sedia seminário internacional sobre os 60 anos da Revolução Cubana

  • Publicado: Quinta, 17 de Outubro de 2019, 17h00

revolução cubana

Seminário Internacional América Latina-Caribe: 60 Anos da Revolução Cubana ocorrerá na Universidade Federal do Pará (UFPA), de  22 a 25 de outubro. A programação conta com apresentação de trabalhos, mesas-redondas, conferências, palestras, lançamento de livros, exposições culturais e uma mostra de cinema cubano. A abertura do evento ocorrerá na terça-feira (22/10), às 15h20, no Auditório Arlindo Pinto, no Instituto de Ciências Biológicas (ICB). Na ocasião, haverá a exposição do professor Luis Pericás, da Universidade de São Paulo (USP), que falará sobre "A Revolução Cubana desde uma perspectiva crítica".

O objetivo central do seminário é revisitar e analisar criticamente a Revolução Cubana após 60 anos do movimento, que, de acordo com os organizadores, mantém, até hoje, um poder atrativo sobre o imaginário social e histórico latino-americano.

“Nós temos quatro motivos importantes para realizar o evento. O primeiro é a questão dos 60 anos da Revolução Cubana, que marcou a história da América Latina. O segundo motivo refere-se a chamar um conjunto de professores, tanto cubanos quanto de diversas partes do Brasil, para discutir aquilo que chamamos de sociedades pós-revolucionárias. O terceiro ponto é a discussão de como essa sociedade cubana se adaptou ao fim da antiga União Soviética, e, por fim, o último elemento importante é que vamos tratar também os aspectos culturais cubanos e os aspectos de debate de identidades”, explica o professor José Raimundo Trindade.

Os temas centrais de debate e exposição serão: a permanência do processo revolucionário e a crítica à sua construção; arranjos políticos e institucionais em Cuba, no contexto mundial e das Américas; qual o futuro da Revolução Cubana; as ideias econômicas e a trajetória política de Che Guevara e a dinâmica cultural e econômica da sociedade cubana.

O seminário é uma ação conjunta do Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGE), vinculado ao Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA); do Projeto de Extensão Universitária “Confronto de Ideias”, vinculado à Faculdade de Ciências Sociais (FCS); e do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH), vinculado ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). O evento conta ainda com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) e da Pró-Reitoria de Relações Internacionais (Prointer).

Conferencistas - O historiador e escritor Luiz Bernardo Pericás, um dos maiores estudiosos da história da revolução cubana na América Latina, irá ministrar a conferência de abertura intitulada “Cuba revolucionária”. Doutor em História Econômica pela USP e Pós-doutor em Ciências Políticas pela FLACSO, o professor é autor de vários livros, dentre eles, Che Guevara y el debate econômico em Cuba, ganhador do Premio Ezequier Martínez Estrada da Casa das Américas, em Cuba. Ele também recebeu o Prêmio Juca Pato-Intelectual do ano (2016), concedido pela União Brasileira de Escritores (UBE), e o Prêmio Jabuti - melhor biografia (2017), pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) por seu livro Caio Prado Junior: uma biografia política.

A conferência do professor Pericás contará ainda com os comentários do historiador José Alves Jr., professor do Programa de Pós-Graduação em História da UFPA, autor do livro Tramas do Cotidiano: religião, política, guerra e negócios no Grão-Pará do Setecentos e vencedor do Prêmio Professor Benedito Nunes de melhor tese na área de Ciências Humanas,em 2010.

Durante o evento, Pericás ministrará também a palestra “As ideias econômicas de Che Guevara”, tema do seu livro Che Guevara e o debate econômico em Cuba (Boitempo, 2018, 2ª ed.), que aborda um aspecto pouco explorado do líder revolucionário e estará disponível na Sessão de Autógrafos.

No último dia de programação, 25 de outubro, a conferência será realizada pelo historiador cubano Servando Valdés Sánchez, doutor em Ciências Históricas pela Universidade de Havana e Pesquisador Titular do Instituto de História de Cuba. Sánchez foi professor da Universidade de Havana e professor visitante da Universidade Católica de Louvain, na Bélgica, além de ter ministrado aulas em várias universidades dos Estados Unidos. O professor tem se especializado nas temáticas de história militar, relações internacionais e nos estudos da sociedade cubana contemporânea, e já publicou vários livros, dentre eles, o premiado Cuba y EEUU: relaciones militares 1933-1958, Premio Nacional, Editora Política, La Habana.

Programação diversa - Além das conferências, o Seminário contará com o minicurso “A onda progressista na América Latina”, que será ministrado pelo historiador Fábio Luís Barbosa dos Santos, professor do Departamento de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo. Pós-doutor pelo GTM-Cresppa em Paris e pesquisador associado da Wits University em Johanesburgo e da Jawaharlal Nehru University, o professor é autor dos livros: Origens do pensamento e da política radical na América Latina; Além do PT; e Uma história da onda progressista sul-americana.

Já outras quatro mesas-redondas irão abordar a questão cubana de diversas perspectivas históricas e contemporâneas. O evento terá ainda uma Mostra de Cinema Cubano, onde serão exibidos os multipremiados filmes Memorias del Subdesarollo e Morango y Chocolate, de Tomás Gutiérrez Alea, considerados clássicos da cinematografia cubana, além de vários filmes realizados por brasileiros e cubanos que estudaram na Escola Internacional de Cinema de Santo Antônio de los Baños e que abordam diferentes aspectos da realidade cubana na atualidade. A curadoria é de Rodrigo Antonio, cineasta e professor do Curso de Cinema da UFPA.

Já na Sessão Literária serão apresentadas obras de poetas e escritores cubanos de diferentes épocas, como: José Martí, Alejo Carpentier, Nicolás Guillén, Cintio Vitier e Dulce Maria Loynaz. A leitura dos textos será franqueada a todos os presentes. A curadoria é do professor e poeta Rodrigo Briveira, tendo como convidada especial a professora e escritora Amarilis Tupiassu. O objetivo é que esta ação estimule e amplie o interesse pela leitura, estudos e pesquisas sobre a revolução cubana e as transformações em curso nesse país caribenho.

Por fim, haverá uma sessão de autógrafos no estande da EDUFPA, que estará com vários livros de convidados e dos conferencistas disponível para venda.

Serviço:

Seminário Internacional América Latina-Caribe: 60 Anos da Revolução Cubana

Data: de 22 a 25 de outubro.
Local: Auditório Arlindo Pinto, no Instituto de Ciências Biológicas (ICB) - Setor Básico da UFPA.
Inscrições presenciais a partir de 14h30

Texto: Divulgação
Arte: Divulgação

registrado em:
Fim do conteúdo da página