Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Projeto do Campus Altamira faz doação de produtos de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica
Início do conteúdo da página

Projeto do Campus Altamira faz doação de produtos de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica

  • Publicado: Sexta, 10 de Julho de 2020, 15h37

Projeto Multiplicar e Dividir 1

Professores da UFPA e do Instituto Federal Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul) de Pelotas estão colaborando no projeto “Multiplicar e Dividir”, que tem o propósito de produzir sabão para doar para famílias em vulnerabilidade socioeconômica e ONGs com trabalhos sociais. Até o momento, já foi distribuído mais de meia tonelada de sabão para famílias em Altamira, um lar de idosos e uma entidade que  trabalha com crianças abandonadas.

Criado pela professora Nadja Costa, de Pelotas, as doações têm como objetivo ajudar a população vulnerável a manter seus hábitos de higiene pessoal durante a pandemia. O projeto também prevê a doação de máscaras, e multiplicar o sabão doado. Em Altamira, o projeto é coordenado pelos professores Jaime Barros dos Santos Júnior, Fábio Leão e Patrícia Bilhalva.

Projeto Multiplicar e Dividir 2“De 3 kg de sabão transformamos em média 15 kg de sabão, produzimos de forma simples com sabão glicerinado, acúçar, álcool e sal, e com o sabão produzidos montamos kits e depois doação desses kits para a comunidade carente”, explica o  professor Jaime Júnior.

Segundo ele, essas ações são de extrema importância devido a crise causada pela Covid-19 atingir de maneira ainda mais fácil as populações carentes. “Com a emergência de saúde pública mundial,  surgiu  uma  grande  preocupação com a população carente que na maioria de suas casas não possui saneamento básico. Para se prevenir de tal mal, é necessário higiene básica. Uma das formas de prevenção é usar máscaras e lavar as mãos constantemente”.

O projeto, de acordo com o professor, deve continuar a ser divulgado para chegar em outras comunidades, e para isso é primordial que as instituições se uniam ainda mais para ajudar a população nesse momento de crise.

“É importante que a comunidade possa aprender e desenvolver o projeto na sua localidade, devido às longas distâncias das comunidades ribeirinhas, indígenas e  reassentamentos, precisamos transmitir o conhecimento e apoiar que os comunitários produzam nas suas próprias comunidades. Dessa forma proposta é fazer como foi feito pelo IFSUL, divulgar para que chegue a outros multiplicadores, da mesma forma que chegou a Altamira”.

Como ajudar - Doações em dinheiro podem  ser feitas pela plataforma Vakinha. Quem preferir, também pode doar materiais como álcool etílico 70,  sabão  glicerinado, açúcar,  sal,  plástico filme, bandejas de isopor e máscaras de tecido ou TNT na sede da Faculdade de Engenharia Florestal da UFPA, em Altamira.

Texto: Rafael Miyake - Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Divulgação do Projeto

registrado em:
Fim do conteúdo da página