Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Estudo analisa a sustentabilidade do espaço “Ver-o-Rio” na orla de Belém
Início do conteúdo da página

Estudo analisa a sustentabilidade do espaço “Ver-o-Rio” na orla de Belém

  • Publicado: Quarta, 28 de Junho de 2017, 18h37

006

A terceira reportagem do UFPA em Série-Turismo aborda o estudo sobre a sustentabilidade do Complexo Ver-o-Rio, inaugurado no final dos anos de 1990, em uma área central da orla da capital paraense, no bairro Umarizal, às margens da baía do Guajará. A professora Márcia Bevone, há dez anos no Instituto Federal do Pará (IFPA)-Campus Belém, desenvolveu a dissertação “Gestão de orla urbana e turismo sustentável: reflexões e proposições a partir do projeto do complexo Ver-o-Rio em Belém”. A intenção dela é analisar como a atividade turística contribui para a gestão sustentável, mobilidade social e econômica dos atores sociais envolvidos no processo de planejamento e gestão do Ver-o-Rio, uma área com cerca de cinco mil metros quadrados, na qual há um lago, pedalinhos, "playground", barracas de comidas típicas, bares, música ao vivo, calçadão, estacionamento e o Memorial dos Povos Indígenas.  Leia a seguir.

COMPLEXO VER O RIO1“Além de contribuir economicamente, o turismo proporciona lazer para a comunidade, com a abertura desses espaços situados em orlas”, explica Márcia Bevone.  A gestão de orla urbana é uma estratégia de desenvolvimento urbano e é estudada por diversas áreas (arquitetura, biologia, geografia, geologia, entre outras). O planejamento e a gestão urbana podem ser tornados viáveis por meio de instrumentos como o Plano Diretor, obrigatório para cidades com mais de 20 mil habitantes e  encarrega o poder público de promover o desenvolvimento da cidade.

COMPLEXO VER O RIO4Sustentabilidade – Ao longo da pesquisa, Márcia Beveno explica que a sustentabilidade deve ser entendida como um processo de longo prazo em virtude das limitações que a sustentabilidade promove, por causa do propósito estratégico e do trabalho de conscientização que busca construir o futuro. A pesquisadora explica que a sustentabilidade propõe o avanço na qualidade de vida, o crescimento econômico de forma equitativa socialmente e a preservação do meio ambiente, que vai ao encontro justamente do turismo.

COMPLEXO VER O RIO5Percebido como um modelo de desenvolvimento econômico, o turismo sustentável busca, segundo o estudo, assegurar a qualidade de vida, promover a satisfação ao turista e preservar a qualidade do ambiente. Trazendo benefícios, como o incentivo à conscientização quanto aos impactos ao meio ambiente, á criação de empregos, à geração de capital para a economia local, estimula melhorias no transporte público local, entre outros fatores.

Estudo e o Complexo do Ver-o-Rio – Márcia conta que a dissertação foi um estudo de caso do tipo histórico, descritivo e analítico, o qual resgatou e analisou o Projeto do Ver-o-Rio e trabalhou teoricamente com a temática, enfatizando a sustentabilidade do espaço. Ela diz que a importância da análise era de dar “valorização turística ao espaço que foi feito tanto para a comunidade belenense quanto para os turistas.”

COMPLEXO VER O RIO2Segundo a professora, que faz parte da Coordenadoria de Turismo, Hospitalidade e Lazer do IFPA, há uma total estagnação em relação ao que poderia ser feito para o avanço da valorização do Complexo. “O Ver-o-Rio é um espaço com um potencial turístico enorme por conta de um elemento natural que é o rio. Mas que ainda tem pouca representatividade, pois falta uma gestão participativa da sociedade.”

Sobre uma possível intervenção da população em relação à maneira como a questão tem sido abordada, ela vê como algo complicado. “É o tipo de ação que deve partir da gestão municipal, e não o contrário. Deveria haver uma abertura que buscasse abranger a todos. Isso que falta por parte da gestão”. Para conferir a dissertação na íntegra, clique aqui.

Texto: Andre Gomes – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Reprodução / Google 

registrado em:
Fim do conteúdo da página