Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Projeto da UFPA propõe aprendizado alternativo de línguas estrangeiras
Início do conteúdo da página

Projeto da UFPA propõe aprendizado alternativo de línguas estrangeiras

  • Publicado: Domingo, 29 de Outubro de 2017, 12h16

CAPA 17 10 2017 leitura e critica litreraria Foto Alexandre Yuri 01

Você já pensou em aprender uma língua estrangeira, mas nunca começou a fazer aulas por falta de tempo? A BA³ (Base de Apoio à Aprendizagem Autônoma) da Universidade Federal do Pará (UFPA) promove a aprendizagem de línguas de forma alternativa, ou seja, fora da sala de aula. Nesse espaço, qualquer um pode aprender alemão, espanhol, francês, inglês, libras ou português de maneira não convencional, lúdica e dentro de sua disponibilidade de tempo.

De acordo com a professora Walkyria Magno, criadora do projeto, a BA³ funciona como uma espécie de laboratório da Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas (FaLEM). Ela explica que a ideia é fazer experimentos - como em um laboratório de química - mas no lugar de lidar com substâncias diversas esperando obter determinadas reações, experimenta-se com a aprendizagem. “Aqui, a gente faz qualquer coisa que sirva para fomentar a aprendizagem da língua estrangeira sem ser pelo sistema tradicional dependente da sala de aula”. As opções são diversas: peças de teatro, oficinas, seminários e muito mais.

373x212 17 10 2017 leitura e critica litreraria Foto Alexandre Yuri 05O espaço, localizado no primeiro andar do ILC (Instituto de Letras e Comunicação), disponibiliza computadores, materiais de estudo e mesas para reuniões e conversas. “Aqui, no Brasil, especialmente no Pará, as pessoas gostam muito de estar em grupo, por isso promovemos muitas atividades coletivas para os frequentadores da BA³.”

Assim como qualquer um pode participar, pode também sugerir novas atividades para serem desenvolvidas no espaço. A professora da UFPA garante que a BA³ dá todo o suporte aos proponentes, como a reserva de salas ou laboratórios para essas atividades.

Alunos aprendem línguas praticando atividades diversas - Entre os “experimentos” desenvolvidos, está o Tandem Learning. A atividade reúne pares de alunos falantes de duas línguas diferentes que desejam aprender a língua do outro e, em vez de terem aulas com um professor, cada estudante informalmente troca conhecimentos com o outro, de modo que os dois aprendem uma nova língua. Além dessa atividade, a BA³ também realiza os Sit-Ins, que são encontros entre um estrangeiro e grupos de pessoas que querem aprender a sua língua. As reuniões ocorrem semanalmente na BA³ para discussão de temas diversos. “A característica do Sit-In é que não tem nada pré-programado, eles apenas sentam e conversam”, conta a professora.

373x212 17 10 2017 leitura e critica litreraria Foto Alexandre Yuri 03A BA³ também já expandiu suas ações para outras áreas, como o teatro. O “Pacataca” é o grupo de teatro amador organizado no laboratório, que apresenta anualmente peças ou pequenos esquetes em língua estrangeira. Outra atividade citada pela professora são os encontros organizados para promover a língua por meio de aspectos culturais da região de origem, como a gastronomia. Assim, os alunos podem se reunir para degustar comidas típicas e aprender mais sobre a cultura estrangeira.

A pesquisadora Walkyria Magno dá algumas dicas para quem deseja aprender uma língua estrangeira sozinho. “Leia, fale, escreva e se comunique sobre coisas que você gosta de fazer. A paixão por algum tema, seja qual for, é um grande motivador para aprender”. Ela completa: “Assuma o conteúdo, você não precisa esperar o professor dizer ‘leia tal capítulo’, você é o dono do conteúdo que você vai aprender.”

Serviço:
BA³ (Base de Apoio à Aprendizagem Autônoma)
Blog oficial, acesse aqui.
Fanpage, acesse aqui.
Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Texto: Mariana Vieira - Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Alexandre Yuri

registrado em:
Fim do conteúdo da página