Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Simpósio do NAEA propõe crítica e atualização do debate na produção do conhecimento na Amazônia
Início do conteúdo da página

Simpósio do NAEA propõe crítica e atualização do debate na produção do conhecimento na Amazônia

  • Publicado: Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 18h25

SeminárioInternacionalNAEA 1

Com o tema “Crítica e atualização do debate na produção do conhecimento na Amazônia”, será realizado, entre os dias 5 e 7 de dezembro, o II Simpósio Internacional Interdisciplinaridade, Sustentabilidade e Desenvolvimento. O evento, que vai ocorrer nos auditórios do NAEA, do ICED e do ICJ, faz parte das comemorações dos 45 anos do NAEA e contará com mesas-redondas, painéis, pôsteres e seminários temáticos. As inscrições estão abertas e haverá emissão de certificados.

O simpósio objetiva discutir a produção do conhecimento realizada pelo NAEA nesses 45 anos, refletindo sobre as centenas de trabalhos acadêmicos, entre teses, dissertações e monografias de especialização produzidos até agora. “O Núcleo de Altos Estudos Amazônicos foi criado para pensar a Amazônia e as regiões mundiais semelhantes. Dessa forma, vem, em todos esses anos, produzindo continuamente estudos sérios e densos sobre os problemas da região, contribuindo com as populações locais, inclusive identificando e evidenciando os problemas que atingem a região nessa tentativa constante de desenvolver sem critérios. Em tempos de fake news, de internet, a produção científica sobre a realidade amazônica e brasileira deve ser cada vez mais fortalecida”, comenta o professor Silvio Figueiredo, diretor-adjunto do NAEA.

De acordo com Sílvio Figueiredo, o simpósio será um momento de reflexão e de um amplo debate, focalizando as condições de progresso das pesquisas e formação interdisciplinar/transdisciplinar. “A Amazônia é uma região que possui características únicas, tanto no seu meio ambiente natural quanto na formação e nas práticas socioeconômicas de sua população. A presença da floresta e das populações indígenas, quilombolas, ribeirinhas e diversos trabalhadores das cidades amazônicas formam uma região com contrastes e culturas fortes, marcada por ideias que acabam sempre por prejudicar essas populações, como ideias desenvolvimentistas, de exploração de seus recursos naturais e de ocupação das áreas julgadas como "vazias".

Programação - No primeiro dia do simpósio, será dado início à exposição de pôsteres "Jovens Pesquisadores" e à Conferência de abertura “Ciência no Brasil e Amazônia, desafios para o século XXI”. Além disso, haverá lançamento de livros. O segundo e o terceiro dia serão compostos por mesas-redondas e encerrarão com o debate do tema “Desafios da Pesquisa Interdisciplinar sobre o desenvolvimento: perspectivas para o NAEA no século XXI” e “Personagens da história da Amazônia: comunidades tradicionais, quilombolas, indígenas, assentados, mestres da cultura, líderes comunitários”, no auditório do ICJ

No dia 8 de dezembro, será promovida uma visita técnica às Comunidades Quilombolas África e Laranjituba (município de Moju), com saída de Belém prevista para as 10h e retorno às 17h. Aos interessados, é necessária uma contribuição de R$ 120,00 reais, valor a ser repassado integralmente à comunidade para os serviços de alimentação, monitoramento e guia em trilhas. As vagas são limitadas, com inscrição até o preenchimento de todas as vagas.

Serviço:
II Simpósio Internacional Interdisciplinaridade, Sustentabilidade e Desenvolvimento: Critica e atualização do debate na produção do conhecimento na Amazônia
Data: 5 a 7 de dezembro 
Local: Auditório Professor Armando Dias Mendes (NAEA), auditório do ICED (Bloco B) e auditório do ICJ
Certificado: Serão disponibilizados no Sistema de Inscrição ISNAEA. Já  os certificados de apresentação de trabalho serão entregues no dia do simpósio.
Acesse a programação completa aqui

Texto: Raquel Brasil - Assessoria de Comunicação da UFPA
Arte: Divulgação

registrado em:
Fim do conteúdo da página