Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Alunos da UFPA desenvolvem madeira biossintética na startup Madtech
Início do conteúdo da página

Alunos da UFPA desenvolvem madeira biossintética na startup Madtech

  • Publicado: Quinta, 27 de Dezembro de 2018, 19h02

Os alunos da UFPA Melquisedec Negrão Jr. e Renan Brandão desenvolveram uma madeira biossintética a partir de resíduos plásticos recicláveis e fibras naturais provenientes da agroindústria. Focados no mercado de móveis e decoração, eles criaram a startup Madtech, que foi vencedora do Prêmio AmazôniaUP de Empreendedorismo Sustentável.

A madeira biossintética foi desenvolvida a partir de pesquisas independentes, realizadas pelo graduando em Engenharia de Bioprocessos, Melquisedec Negrão Jr., em conjunto com o economista e mestrando em Economia, Renan Alves Brandão, ambos estudantes da UFPA e cofundadores da Startup Madtech.

A composição utiliza resíduos plásticos reciclados adicionados de fibras do caroço de açaí e outras matrizes vegetais nativas da Amazônia. O material é tratado de forma a ser processado e pigmentado com extratos amazônicos para tornar sua aparência e utilidade semelhantes às da madeira natural. O novo produto desenvolvido já está em processo de patente.

Melquisedec explica que diante de problemáticas que envolvem poluição residual, desmatamento e subsistência de catadores, o objetivo principal da invenção foi o desenvolvimento de uma ecoinovação, capaz de conter essas complicações socioambientais.

“Transformando resíduos da região em um material de alto valor, a Madtech visa construir experiências necessárias para reinventar a Amazônia, criando um produto ecologicamente saudável, socialmente correto e economicamente inteligente”, ressalta.

Iniciativa – Do ponto de vista econômico, no Brasil, as cadeias produtivas envolvidas com resíduos movimentam um mercado enorme. São 22 bilhões de reais em receitas por ano, segundo uma estimativa da Abrelpe, a entidade que representa as empresas de limpeza pública do país.

No contexto socioambiental da Amazônia, o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU) apontou que os municípios da região Norte do Brasil ocupam as 20 piores posições no ranking entre as cidades com mais de 250 mil habitantes. Belém ocupa o primeiro lugar entre as 10 piores posições.

A Madtech foi finalista mundial do Marine Plastics Innovation Challenge, competição de startups sobre inovação em reutilização de plásticos marinhos realizada pela ONU Meio Ambiente em parceria com a Think Beyond Plastic.

Melquisedec e Renan se conheceram durante o Desafio Inove+ 2017 – maior evento de empreendedorismo universitário do Pará, organizado pela Agência de Inovação Tecnológica da UFPA. Juntos, viram a possibilidade de desenvolver um produto inovador e de impacto socioambiental positivo, nasce então o Projeto Madecol, que, posteriormente, torna-se a premiada Madtech Startup.

Prêmios – Com a proposta de um produto inovador e de impacto socioambiental positivo, a Madtech foi vencedora do Prêmio AmazôniaUP de Empreendedorismo Sustentável. O prêmio, de repercussão nacional, é resultado do Programa AmazôniaUP de Pré- aceleração de negócios focados em soluções ecoinovadoras desenvolvidas na Amazônia. O Programa é uma iniciativa do Centro de Empreendedorismo da Amazônia em parceria com a multinacional Natura.

 

Texto: Elizandra Ferreira – Assessoria de Comunicação da UFPA

Fotos: Divulgação

registrado em:
Fim do conteúdo da página