Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Evento na UFPA fala sobre como prevenir violência nas escolas
Início do conteúdo da página

Evento na UFPA fala sobre como prevenir violência nas escolas

  • Publicado: Terça, 02 de Abril de 2019, 18h04

violencia escolas

A nova face da violência que pode chegar ao lugar reservado à Educação é tema de uma roda de conversa na Universidade Federal do Pará (UFPA). O evento “Caminhos para o enfrentamento da violência nas escolas” ocorre nesta quarta-feira, 3 de abril, no auditório do Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ), a partir das 15h.

A programação faz parte das ações do Laboratório de Soluções Educacionais da UFPA, que atua com Psicologia Escolar e Educacional, coordenado pelos professores Paulo Goulart, Rachel Ripardo e Aline Menezes. O evento nasce após o grupo de pesquisadores receber mensagens reiteradamente de escolas de Belém com uma só preocupação: Como lidar com o tipo de tragédia que aconteceu em Suzano, em São Paulo, e seus impactos na escola e na sociedade?

“Resolvemos fazer uma roda interdisciplinar, pois compreendemos que é um fenômeno complexo e que múltiplos olhares são essenciais para o debate. Qualquer pessoa interessada em Educação é bem-vinda ao evento. As inscrições serão na hora mesmo, até a lotação do auditório”, explica Aline Menezes.

Como prevenir a violência dentro das escolas? - A resposta para a dúvida dos educadores, pais e alunos é complexa, mas já há consenso de que redes de apoio, atenção e ações conjuntas certamente são o caminho por onde passam as respostas. “A principal questão, a meu ver, é mantermo-nos próximos dos adolescentes, com diálogo franco e aberto. Há muitos sinais quando há violência e/ou sofrimento e isso acaba passando despercebido por diversos fatores”, indica a pesquisadora de Psicologia da UFPA.

“Acompanhar o desenvolvimento de crianças e adolescentes, dialogar sobre assuntos difíceis e  constituir-se como uma referência real de suporte a quem eles podem recorrer são caminhos importantes para que situações difíceis não evoluam para tragédias”, orienta a pesquisadora.

Ela ainda reforça: “Esta tarefa monumental é de todos. Este é um dever também de toda a sociedade — como a mídia noticia as informações, como nós trocamos informações sobre isso. Tudo isso impacta na construção de uma cultura que, muitas vezes, mais enaltece do que combate a violência.”

Serviço:
Roda de Conversa "Caminhos para o enfrentamento da violência nas escolas"
Realização: 3 de abril, no auditório do ICJ, a partir das 15h
Aberto ao público e sem inscrições prévias.

Texto: Glauce Monteiro – Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Reprodução / Google

registrado em:
Fim do conteúdo da página