Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Dayse Addario, Zarabatana Jazz Band e Cameratamazônica da EMUFPA se apresentam no Circuito Melodia das Chuvas
Início do conteúdo da página

Dayse Addario, Zarabatana Jazz Band e Cameratamazônica da EMUFPA se apresentam no Circuito Melodia das Chuvas

  • Publicado: Segunda, 08 de Abril de 2019, 17h59

Foto Marivaldo Pascoal 32

 Depois de realizar duas grandiosas apresentações em Belém – no Teatro Margarida Schivasappa e na Escola de Música da UFPA –, o Circuito Melodia das Chuvas chega agora à sua última apresentação da temporada de lançamento. Desta vez, o palco é o do Theatro da Paz, na noite desta quarta-feira, 10 de abril, às 20h.

Lançado em dezembro de 2018, o circuito de shows "Melodia das Chuvas" comemora os 30 anos de carreira da cantora Dayse Addario e o lançamento do CD homônimo. Nos shows, a artista se apresenta acompanhada da Zarabatana Jazz Band e da Cameratamazônica, da Escola de Música da UFPA (EMUFPA), além de diversos convidados, como as cantoras Bruna Magalhães e Mayara Cavalcante, os músicos Luiz Pardal, Feliphe Bruno, Renato Rosas, Betinho Taynara, Kaká Rodrigues, culminando com mais de 50 artistas no palco.

Inicialmente pensado para ser um presente de aniversário para Belém, o projeto levou pouco mais de três anos para chegar ao público, justamente no momento em que Dayse chega aos seus 30 anos de carreira. Intitulado "Melodia das Chuvas", o disco teve primeiro um lançamento virtual em junho de 2018 e, em dezembro do ano passado, chegou o disco físico.

Tendo a voz de Dayse Addario à frente da Zarabatana Jazz Band e da Cameratamazônica, que dão um toque jazzístico e de câmara para as músicas amazônicas, o trabalho tem direção musical e arranjos de Ziza Padilha, que assina todo o projeto, e regência da maestrina Cibelle J. Donza.

Com canções que passeiam pelos 30 anos de trajetória artística de Dayse Addario, o disco tem texto de abertura de Edgar Augusto e traz músicas de 17 compositores paraenses, como Guilherme Coutinho, Walter Bandeira, Edyr Gaia, Ziza Padilha, Nilson Chaves, Ronaldo Silva, entre outros.

Para Dayse, é profundamente significativo realizar esta celebração com tantos artistas, no palco do Theatro da Paz. "Tenho o sentimento de uma grande família, que cresce cada vez mais, agora com a entrada da Cameratamazônica. A festa de 30 anos representa uma história difícil, como é para todos que trabalham com a arte, mas também de persistência e amor, porque conseguimos reunir outras pessoas que amam a música como a gente", define a intérprete.

 A participação da EMUFPA - A execução de arranjos musicais para Big Band e para a orquestra de cordas é um dos pontos fortes do espetáculo. Esta tarefa mobilizou a aproximação entre artistas do universo da música popular e da música erudita, jazz band e orquestra de cordas, que se juntam no trabalho assinado por Ziza Padilha. A parceria cumpre, ainda, um importante papel pedagógico, na medida em que a Cameratamazônica é composta por alunos inseridos em cursos de formação profissional da Escola de Música, assessorados por alguns professores. A iniciativa faz parte das ações do Projeto de extensão Sarauparauara, da EMUFPA, que propõe a valorização de compositores paraenses em saraus e apresentações musicais.

Extensionista - O professor Celson Gomes, coordenador do Projeto Sarauparauara e da Cameratamazônica, ressalta a natureza extensionista deste trabalho, que apresenta o resultado da produção acadêmica ao grande público, bem como o desafio que surge na interlocução entre práticas musicais diferenciadas, muito evidentes no caso da parceria com Dayse e Zarabatana. "O aluno e nós mesmos, professores, temos que estar muito atentos a esse encontro. Já na própria leitura dos arranjos, questões técnicas e rítmicas são inéditas para eles. Mas não é só a leitura, é também estar atento ao conjunto, às entradas da cantora, às improvisações. A experiência técnica está sendo importante assim como a de palco."

Se o desafio está na execução, também está na própria elaboração dos arranjos. Embora estes já tenham sido pensados há algum tempo para a formação de Big Band, que envolve instrumentos de base e de sopro, foram redimensionados recentemente para incluir o grupo de cordas da EMUFPA. "Houve uma renovação quando tivemos que reabrir os arranjos para incluir a Camerata, sabendo que ela é composta por alunos e professores. Tivemos que pensar o arranjo com características didáticas, o que é desafiador e, ao mesmo tempo, traz um grande aprendizado", garante o artista.

O resultado desta troca de vivências artísticas será apresentado ao grande público no próximo dia 10, pelo acessível valor de R$ 2,00. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Theatro da Paz.

 Serviço:
Show "Melodia das Chuvas" – Dayse Addario, Zarabatana Jazz Band e Cameratamazônica
Dia 10/04 às 20h
Theatro da Paz
Ingresso: R$ 2,00 (bilheteria do Theatro da Paz)

 Redação: Dani Franco e Isac Almeida

registrado em:
Fim do conteúdo da página